Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

02.09.22

Quando serei...?


Lia Ramos

Quando serei luar tranquilo,

numa noite imaculada? 

Quem me devolve a luz amena,

de quem por dentro se ilumina,

de estrelas de um pleno céu?

 

Quando serei nuvem 

Madrugada de orvalho

Névoa clara de chuva

Brindando com água pura

A sedenta e fecunda terra

Do aromatizado pomar?

 

Quando serei pássaro entendido

Em choro de aves

Em cantos surdos 

Em penas e saudades

Em voos de desassossego

Em lugares fora do chão?

stock-photo-surreal-image-woman-crossed-hands.jfif