Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

29.05.22

As palavras


Lia Ramos

Hoje as palavras não saem à rua.

Têm as asas presas e a boca fechada.

Os seus braços não me abraçam.

Os seus versos não me agitam. 

Não nascem em mim.

Nem eu nasço nelas.

Parto difícil de ideias e luzes.

Hoje deito a cabeça nas entrelinhas.

Não há rimas.

Só desfechos que dormem na sombra.

No silêncio da pausa, a ausência de um peito.

Confusão poética, na recusa de um rosto. 

Neste tempo morno de primavera,

a exaltação de todas as esperas.

Suspensa.

Espero por elas.

As palavras.

formacao_o-poder-das-palavras.jpg.crdownload