Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

17.03.22

Declaração de amor


Lia Ramos

  Carta de amor de um filho adolescente, treze anos, para a sua mãe.

160427223746_mae_filho_familia_thinkstock_640x360_

A minha mãe é uma mulher especial. Para além de ser minha mãe é uma mulher especial. Às vezes esqueço-me do quão importante ela é e do quanto lhe devo afinal.

Mãe, se leres isto talvez consigas entender o porquê de te escrever. As palavras. As palavras são pontes minúsculas feitas de pedra.

Obrigado pelos sorrisos, pelos beijos e pela compreensão.Obrigado pelas batalhas ganhas em nosso nome. És feita de ferro e de pedra, és forte. Gosto muito da tua força. És forte em todos os momentos. Em todas as alturas, mesmo nas alturas em que sentes que és fraca e que o mundo é um lugar feio para se viver. O mundo é bonito, mãe!

Sou só uma criança, mas já sei algumas coisas do mundo. Conheço-lhe algumas partes, alguns recantos, mas acima de tudo conheço-te a ti e a todas as coisas do mundo que me dás. És brilhante. Irradias uma luz especial. Quase nunca digo nada porque sei de cor o teu brilho e a tua luz. Sei de cor os traços do teu rosto desde o dia em que chorei pela primeira vez nos teus braços. 

Sorri.

Sorri porque tudo o que tens te merece e mereces tudo o que tens. Mereces as manhãs preguiçosas na tua cama e as torradas com manteiga, na nossa mesa.

Confia na vida. Talvez ela já te tenha traído algumas vezes, mas daqui em diante é uma estrada aberta pronta a entrega-te o destino que escolheres.

Faz as tuas decisões. Pondera quanto precisares, mas arrisca. És só uma criança na arte de existir. Eu sou só um feto, um bebé prematuro enclausurado numa incubadora. Mal consigo respirar...O mundo é muito grande, mãe! É muito bonito.Estou fechado nesta redoma de vidro mas consigo ver-te no exterior. Consigo sentir as tuas mãos no meu cabelo, mesmo quando estás longe e não me tocas. É por isso que preciso de ti, mãe! Fazes -me muito feliz.

Obrigado por me teres dado uma vida para encher de pedaços de mundo. Prometo que vou fazer desta vida um lugar mais bonito.

Herdei-te a sensibilidade e o jeito para lidar com os corações. Tenho orgulho nisso. Tenho orgulho em ti. Acredita em ti. Acredita que mereces ser feliz.

Sorri para a vida e modifica-a todos os dias.  Constrói o mundo! Vibra com todas as músicas que passam na rádio, cheira todas as flores e grita tudo o que precisares de gritar. Acorda de manhã e sente-te viva. Preenchida. Acelera o teu carro e voa. Pisa o risco. 

Pensa em como és bonita. És uma mulher muito bonita. Luminosa. Se fizeres força podes conquistar o mundo e tê-lo inteiro na palma da tua mão. És imponente  e lúcida e intensa. E meiga e doce e forte e...tudo.

Faz por ti.  Faz força. Dá-me força. Espalha a tua força pelo mundo. És uma ótima pessoa a dar. Dás imenso. Não te arrependas disso. Tudo o que dás te será devolvido.  Aguarda, apenas.

Vou fazer pela minha vida. Vou orgulhar-te. Prometo.

Quando eu crescer e for  um homem, vem passar um fim de semana a minha casa e ensinar os meus filhos a ler,  ensina-lhes Inglês e fá-los sorrir.  Conta-lhes as peripécias da minha infância, os meus  natais, o desembrulhar das prendas, os meus olhares reguilas por detrás dos balcões das lojas e dos supermercados.

Vem passar o Ano Novo a minha casa e chorar de emoção quando derem as doze badaladas e o champanhe verter para dentro dos copos de cristal.

Vem ver os meus bebés nascer. Vem ao hospital abraçar-me e dizer que agora sim, já sou um homem. Vem dizer -me que fiz a escolha certa e que todos os meus sonhos adolescentes se concretizaram.Vem jurar-me  que sempre acreditaste em mim e na esperança cega neste futuro.

E se nada disto acontecer...Vem na mesma...

Sorri e sê feliz. Vamos ser muito felizes.

Vem e mostra-me a luz para a minha vida. Ajuda-me a deixar esta redoma de vidro. Ilumina-me com essa luz especial que apenas tu consegues irradiar.

Amo-te, mãe. Sempre.

5 comentários

Comentar post