Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

Colo em flor.

Depois de largos anos de adormecimento em relação às palavras, eis o regresso, o recomeço, às tentações da escrita e da criatividade. Enfim, um "parto" de ideias.

30.01.22

Sou breve


Lia Ramos

Sou breve,

breve em lucidez.

Julgada pela inquietude

Que advém de finitos instantes.

 

As tuas sombras

perdem-se em olhares rápidos.

 

Sou breve,

breve em impulsividade

Julgada pelo previsível jeito.

 

As sombras da incerteza

estão rotuladas na minha face.  

 

Sou breve,

breve na contemplação da noite.

Julgada pelos olhos de estrela.

 

As tuas sombras de desamor

Agitam-me as asas.

 

Deixa-me fechar as pálpebras.

Prometo ser breve.

 

36d9edd241b035aa8ce52cb4e8feb7bd.jpg

 

 

 

 

29.01.22

Isto que não sei que tenho...


Lia Ramos

03cbcd9b16d9cfc31f79fff7119929b4.jpg

Perdi-me no vento.

Sou alma nua na estrada fria.

Resta-me o sorriso dormente,

a tranquilidade aparente,

a amargura das tardes resilientes.

 

Repouso na terra.

Cheiro as flores mortas,

e descanso...

E choro...

 

Deve chamar-se tristeza,

isto que não sei que tenho...